Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > UFPI participa do lançamento do Programa Ciência na Escola
Início do conteúdo da página

Curso de Medicina realiza primeira prova prática

Imprimir
Publicado: Segunda, 10 de Junho de 2019, 17h53

Estudantes do 6º período de Medicina da UFPI participaram no dia 6 de junho, pela primeira vez na história do curso, de uma prova prática, realizada como uma das avaliações da Disciplina de Ginecologia, seguindo metodologia baseada em evidências e aprovada pela comunidade universitária internacional. Ao todo, a avaliação prática foi aplicada a 40 alunos. A ideia de realizar a prova prática surgiu em uma reunião da disciplina com os professores que aceitaram o desafio e decidiram oferecer na UFPI a prática já adotada em grandes universidades do País. 

WhatsApp Image 2019-06-07 at 12.57.12.jpeg

 

A coordenadora da Disciplina de Ginecologia, Profa. Dra. Ione Maria Ribeiro Soares Lopes, explica que a avaliação prática seguiu a metodologia OSCE (da sigla em inglês Objective Structured Clinical Examination), conhecida na literatura médica como exame clínico estruturado por estações.

 WhatsApp Image 2019-06-10 at 15.59.33.jpeg

Profa. Dra. Ione Maria Ribeiro Soares Lopes, coordenadora da Disciplina de Ginecologia e chefe do Departamento Materno-Infantil  da UFPI

“É um método de avaliação das competências, habilidades clínicas e atitudes adquiridas pelos alunos durante o processo de aprendizagem. É um exame estruturado por estações, atualmente considerado um dos métodos mais confiáveis para avaliação de competências clínicas tanto de estudantes de medicina como de residentes”.

O exame costuma acontecer da seguinte maneira: os examinadores se alternam em estações ( salas ), onde os alunos recebem pacientes reais ou padronizados ( atores ) preparados previamente para dar respostas e como comportarem-se, para que os estudantes possam desempenhar diferentes tarefas clínicas.

“A prova foi aplicada pelo grupo de todos os professores da Ginecologia. Cada docente ficava em uma estação, e os alunos iam circulando como se fosse uma gincana. A receptividade dos estudantes foi muito boa, porque até então eram testados apenas conhecimentos teóricos nas disciplinas. Dessa forma, nos atualizamos e nos igualamos a grandes universidades do País, oferecendo uma formação completa aos nossos alunos”, detalha a Coordenadora da Ginecologia.

Como o sucesso da iniciativa, o modelo de avaliação será implantado de forma definitiva na ementa da Disciplina de Ginecologia. “Esse método trabalha o raciocínio do aluno diante de diferentes cenários clínicos pré-estabelecidos. Na minha opinião, esse método avaliativo deve ocorrer em diferentes momentos do curso e não só em determinada disciplina”, explica a Coordenadora, que enfatiza ainda ser possível replicar o modelo de prova em outros cursos da Universidade.

Fim do conteúdo da página