Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - Coronavírus > Grupos de pesquisas GBio e GEAS da UFPI realizaram minicursos on line sobre animais silvestres
Início do conteúdo da página

Picos: Projeto de Extensão sobre boas práticas alimentares para redução do desperdício mantém suas atividades on-line

Imprimir
Publicado: Quarta, 27 de Maio de 2020, 12h20

Projeto Picos20200520101826

O projeto de extensão “Aproveitamento integral de frutas e hortaliças: ênfase em capacitações e ações que reduzam o desperdício”, da Universidade Federal do Piauí (UFPI), do Campus Senador Helvídio Nunes de Barros (CSHNB/Picos), tem por objetivo realizar atividades que proporcionem a redução do desperdício de alimentos por meio da disseminação de práticas, informações científicas e capacitações sobre a utilização de partes comestíveis não convencionais de frutas e hortaliças. Dentro disso, busca promover o consumo de alimentos considerados saudáveis, o que gera resultados nutricionais e econômicos positivos para toda a sociedade. As reuniões on-line para discussão de temas e organização das ações atuais do grupo são realizadas por videoconferência, conduzidas pela Profa. Dra. Joilane Alves Pereira Freire e Dra. Stella Regina Arcanjo Medeiros, coordenadora geral e coordenadora adjunta do Projeto, respectivamente.

Frente ao cenário de pandemia provocado pela Covid-19, as atividades e intervenções presenciais foram interrompidas. A coordenadora geral, Profa. Joilane Freire explica que os meios digitais têm funcionado como extensão das atividades e ainda pontua que todas as práticas apresentadas têm respaldo científico. "O objeitvo é fortalecer a atividade de extensão universitária com repercussão positiva na alimentação e nutrição da população. Nossas ações são baseadas em informações científicas relevantes que a equipe está empenhada em realizar o levantamento. A manutenção das ações surgiu a partir de discussões técnicas, onde consideramos que haveria a necessidade de mudanças efetivas em virtude do impacto causado pela Covid-19 em nossa comunidade. Adaptamos todo o nosso cronograma para ações remotas via mídias digitais visto seu alto alcance e fácil divulgação", ressalta a coordenadora.

Profa. Dra. Joilane20200527122402

Profa. Dra. Joilane Alves Pereira Freire, coordenadora do Projeto

Além da coordenadora e subcoordenadora, o Projeto conta com a colaboração de um bolsita e nove alunos empenhados em levar informações relevantes e importantes sobre o reaproveitamento alimentar à comunidade. Os conteúdos produzidos pelo grupo, como folders e vídeos, são divulgados no instagram @aproveitamentodealimentosufpi. Entre suas metas, o Projeto incentiva o interesse dos discentes, colaboradores da UFPI e sociedade em geral pelas práticas alimentares capazes de diminuir o desperdício e enriquecer nutricionalmente as refeições das pessoas.

Atividades on-line do grupo seguem com força total

No atual contexto de pandemia, os integrantes do Projeto têm escrito subprojetos de extensão, além de realizarem webreunião para debate/organização e escolha de temas de trabalho e para materiais digitais. Dentro disso, para garantir a circulação de conteúdo informativo, o grupo tem se articulado com a produção de lives com as temáticas: "O que é aproveitamento integral de alimentos, seus benefícios"; "Higienização de frutas e hortaliças no aproveitamento integral de alimentos para evitar contaminação e riscos à saúde"; "Utilização de alimentos orgânicos no aproveitamento integral"; "Importância das boas práticas para manipulação de alimentos em restaurantes e em casa" e "Aspectos toxicológicos envolvidos no aproveitamento integral de alimentos".

Também têm produzido folders digitais sobre pesquisa científica de conteúdo, elaboração e divulgação na rede de internet com os temas: "Aproveitamento integral: como aproveitar 100% dos alimentos em tempo de crise?”; “Reaproveitamento de alimentos versus Aproveitamento integral de alimentos: Quais as diferenças?”;  “Alimentos orgânicos no aproveitamento integral: vantagens e desvantagens”; “O que são Boas Práticas de Manipulação? Onde usá-las?” e “As partes utilizadas para o aproveitamento integral podem ser contaminadas agrotóxicos ou serem tóxicas natural?.

Com dinamicidade, o projeto ainda aposta na produção de vídeos para compartilhamento de informações complementares à proposta de aproveitamento alimentar. Os materiais audiovisuais abordam a elaboração de receita com aproveitamento integral (de frutas e hortaliças) e explicação de seus benefícios: gravação da elaboração da receita, cortes e edição de filmagens, divulgação do vídeo no youtube e redes digitais.

Além disso, os membros têm realizado o estudo de capítulos de livros e artigos científicos sobre "Toxicologia Alimentar" para posterior produção de materiais e criaram um questionário eletrônico para tentar mensurar o alcance das ações realizadas pelo projeto e avaliar o conhecimento do público atingido sobre o aproveitamento integral de alimentos.

Confira a cartilha aqui.

Fotos:

Bolo20200527121122

Bolo de casca de abóbora feito por aluna do grupo

 Geleia20200527121405

Produção de geleia de goiaba com o fruto inteiro

Fim do conteúdo da página